A importância da saúde do bebê antes do nascimento

Data da publicação: 25/06/2012 Autor: hollo

Cuidar do bebê dentro do útero materno com foco na prevenção, no diagnóstico precoce e no tratamento de várias doenças, são orientações que devem ser buscadas pelas mulheres desde o momento em que decidem engravidar.

Para o rastreamento de síndromes, pelo menos três testes básicos são recomendados. O primeiro é o ultra-som morfogenético, que  acontece entre a 11ª e 13ª semanas de gravidez, quando o médico avalia a anatomia inicial do bebê e os riscos para síndromes cromossômicas, em especial a Síndrome de Down. O segundo teste, feito entre a 16ª e 19ª semana de gestação, é um exame de sangue da mãe para dosagem de hormônios produzidos pelo bebê e placenta, que caem na corrente sanguínea materna. Já o terceiro exame é um novo ultra-som morfogenético, indicado entre a 22ª a 24ª semana de gravidez, quando se realiza a avaliação anatômica detalhada do feto.

Observa-se que várias doenças fetais podem ser diagnosticadas e tratadas intra-útero, como os casos de incompatibilidade de RH materno-fetal (mãe RH negativo, bebê RH positivo), que causam anemia na criança, os casos de arritmia cardíaca, em que se medica o feto; de introdução de suporte nutricional medicamentoso, quando o bebê apresenta deficiência de peso e crescimento, os casos de implantação cirúrgica de “shunts” para drenagem de acúmulo de líquidos, entre outros. Assim todas as decisões são tomadas em prol da saúde do bebê.

Receba Conteúdo exclusivo do Hospital Vila da Serra em seu e-mail.