A endoscopia digestiva como aliada na prevenção do câncer gástrico

Data da publicação: 06/10/2014 Autor: hollo

O câncer gástrico é considerado o segundo tipo de tumor mais frequente e o segundo maior causador de mortes no mundo. No Brasil, ele é o mais comum entre os cânceres do aparelho digestivo, aparecendo em terceiro lugar na incidência entre homens e em quinto, entre as mulheres. 2

A bactéria Helicobacter Pylori, que infecta o estômago e está presente na maioria das gastrites crônicas, é considerada uma bactéria cancerígena, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Ela causa lesões degenerativas na parede do estômago, isto é, na sua mucosa, levando à gastrite crônica, à úlcera péptica e ao câncer gástrico. Presente nos alimentos e na água potável, a Helicobacter Pylori é considerada a segunda mais frequente infecção no ser humano, só superada pelas bactérias da cárie, e estima-se que ela habite o estômago de cerca de 70% da população brasileira. Ela também está presente na maioria das pessoas dos países subdesenvolvidos, principalmente por causa das precárias condições de higiene e de saneamento básico.

Embora o modo de contágio ainda não seja plenamente conhecido e não haver evidências da transmissão por contato pessoal, os pesquisadores indicam que a transmissão pode ocorrer de uma pessoa contaminada para uma pessoa sadia através do contato com vômitos ou fezes, este último geralmente sob a forma de águas ou alimentos contaminados.

endoscopia digestiva

Adquirido na infância ou na adolescência, esse microorganismo causa problemas gástricos após longo período de infecção no estômago, às vezes com poucos sintomas. Atualmente, o método mais utilizado para o diagnóstico da infecção pelo H. Pylori é a endoscopia digestiva, que conta com a realização de biópsias gástricas para o exame anatomopatológico e o teste da urease. No caso do tratamento, ele é feito através de antibióticos e medicamentos para a redução da acidez gástrica, os chamados IBPs.

A prevenção do câncer gástrico é algo possível, sendo apontada em trabalhos científicos em todo o mundo, inclusive no Brasil. A redução da incidência dessa grave doença pode ser evidenciada através do tratamento das pessoas infectadas e da melhoria das condições do saneamento básico.

No Hospital Vila da Serra, os pacientes internados e os ambulatoriais contam com a endoscopia digestiva através dos serviços especializados prestados pelo Endovila. O atendimento particular ou por convênio pode ser agendamento através do telefone: (31) 3228-8158.

Dr. Carlos Alberto da Silva Barros, coordenador do serviço de endoscopia do Hospital Vila da Serra

Receba Conteúdo exclusivo do Hospital Vila da Serra em seu e-mail.