Acesso Rápido

Envelhecer apenas não basta

Vida saudável na terceira idade depende de cuidados especiais com as feridas

cuidados-na-terceira-idadeEm termos de expectativa de vida, o Brasil ainda está longe de países como o Japão e Canadá, onde a população alcança 82,6 e 80,9 anos respectivamente. Mas não há como negar o expressivo aumento da esperança de vida do brasileiro que, entre 1980 e 2013, teve um ganho médio de 12,1 anos. A esperança de vida que antes era de 62,5 anos é hoje de 74,6 anos, para ambos os sexos.

Se por um lado o aumento da expectativa de vida da população brasileira tem um aspecto positivo, por outro, ele é  bastante preocupante, já que representa um crescimento considerável de complicações decorrentes de doenças que acometem justamente essa faixa etária, como a hipertensão arterial e o diabetes.

Tendo em vista essa realidade, a cirurgiã plástica Vívian Lemos, coordenadora da Comissão de Feridas do Hospital Vila da Serra e membro da equipe de Cirurgia Plástica da instituição, alerta que as feridas decorrentes de alterações vasculares e/ou nervosas, principalmente nos membros inferiores, merecem atenção especial. “Devido à dificuldade de cicatrização nos pacientes idosos, essas feridas tornam-se crônicas depois de algum tempo”, informa.

A  médica explica que a complexidade dessas lesões, causadas por fatores intrínsecos e extrínsecos, faz com que a regeneração dos tecidos não evolua normalmente, até o aparecimento da pele íntegra. “Úlceras de pressão e de membros inferiores são exemplos de feridas crônicas que podem levar a uma reclusão maior e uma grande piora da qualidade de vida para essa faixa populacional”, enfatiza.

De acordo com ela, embora sejam escassas as estatísticas brasileiras sobre a incidência e a prevalência desse tipo de ferida, a literatura aponta para dados mundiais em torno de 14% a 22,8%. As causas mais comuns são a falta de controle da pressão arterial, o descontrole da glicemia, juntamente com um trauma, ou o aparecimento de insuficiência vascular, e o prolongado tempo de internação. Existe também um predomínio da ocorrência entre as mulheres acima dos 60 anos, ainda em atividade de trabalho, o que pode ser explicado pela maior expectativa de vida.

No Hospital Vila da Serra, o paciente que apresenta alguma ferida crônica é acompanhado desde o momento de sua internação, através de uma solicitação médica encaminhada à Comissão de Feridas. Esse setor é formado por cirurgiões plásticos e enfermeiros especializados que cuidam e observam diariamente a evolução do paciente.

As úlceras vasculares e de pressão são em maior número e requerem limpezas cirúrgicas frequentes além do uso de curativos especiais. Para cada tipo de ferida existe um largo espectro de opções capazes de trazer bons resultados.

As terapias adjuvantes, como a de pressão negativa e a oxigenioterapia hiperbárica, são importantes aliadas no controle de reinfecção das lesões quando as mesmas estão sendo preparadas para o tratamento definitivo. O resultado é a diminuição do tempo de internação dos pacientes crônicos. “Posteriormente, eles são acompanhados no ambulatório de cirurgia plástica do Vila da Serra para orientações sobre os curativos a serem realizados e sobre a prevenção de novas feridas”, explica a cirurgiã plástica.

Leia também:
  • Dia das Crianças no Vila da Serra

    No dia 11 de outubro o Hospital Vila da Serra recebeu diretamente da Liga da Justiça o Batman e Mulher Maravilha. Eles alegraram as crianças com brincadeiras, pinturas, distribuição de guloseimas e bichinhos de balões. Foi pura diversão! O Hospita...

  • Para comemorar o Natal – Uma tarde surpresa com as crianças do Lar PróReis

    Nesta última quinta-feira (15) o Grupo de responsabilidade social do HVS ofereceu as crianças carentes do Lar Pró Reis de Nova Lima, uma tarde de pura diversão em uma das melhores casas de festas infantis de Belo Horizonte a Rabalum. A garotada apro...

  • Eleita nova diretoria da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG)

     O Dr. Lincoln Lopes Ferreira, Coordenador da Clínica Cirúrgica do Hospital Vila da Serra, especialista em gastroenterologia, foi eleito em agosto como novo presidente da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG) e tomará posse no dia 21 de outubro. ...

Compromisso e Qualidade

Certificação internacional

Vídeo Institucional

Veja nosso vídeo institucional

HVS no Facebook

Curta nossa página no facebook

Qualidade, confiabilidade e excelência tornam o Hospital Vila da Serra Acreditado Nível 3 ONA e Certificado Internacionalmente pelo Qmentum Internacional.

Selo Acreditado

Saiba mais sobre as certificações do
Hospital Vila da Serra.

Tratamento humanizado, aliado à dedicação e atenção aos seus pacientes fazem do Hospital Vila da Serra um centro de referência no atendimento à mulher, à criança e à toda a família.


Alameda Oscar Niemeyer, 499 - Bairro Vila da Serra
CEP 34006-056 - Nova Lima - MG - Tel.: (31) 3228-8100
2017 © Hospital Vila da Serra. Todos os direitos reservados.
Antônio Eugênio Motta Ferrari
Diretor Técnico
CRM MG12794
Desenvolvido por SPARTA INTERATIVA - Agência de Marketing 360