Acesso Rápido

Vacinação

Hospital Maternidade Vila da Serra

Mantenha seu filho protegido contra uma série de doenças, observando o calendário de vacinação a seguir. Para melhor atendê-lo, o Hospital Vila da Serra disponibiliza para você esse serviço, em parceria com a Vacsim.

A Clínica de Vacinação Vacsim está localizada no 1º andar do Hospital. Para mais informações, ligue no (31) 3228-8281.

* Observações:

A vacina contra febre amarela está indicada para crianças a partir dos 9 meses de idade que residam ou que viajarão para área endêmica (Estados brasileiros: AP, TO, MA, MT, MS, RO, AC, RR, AM, PA, GO e DF), área de transição (alguns municípios dos Estados: PI, BA, MG, SP, PR, SC e RS) e área de risco potencial (alguns municípios dos Estados BA, ES e MG). A vacina deve ser administrada com, pelo menos, dez dias de antecedência à viagem.

1) Hepatite B

Para prevenir possível transmissão do vírus da Hepatite B da mãe para a criança, a primeira dose da vacina deve ser aplicada, de preferência, nas primeiras 12 horas de vida, a segunda com 1 mês de idade e a terceira com 6 meses. Entretanto, o esquema é flexível, ou seja, se houver atraso na aplicação das doses indicadas, o resultado final não é comprometido. A indicação, como para todas as outras vacinas, é de intervalos considerados ideais. Esta vacina tem sua apresentação em doses individuais ou associada a outras vacinas, como 5 em 1 ou 6 em 1.

2) BCG-id – Tuberculose

Vacina aplicada por via intradérmica no bracinho direito do bebê. Formação de pústula, e cicatrização prevista entre 25 e 50 dias após a vacinação. A segunda dose da vacina BCG, que era aplicada na idade escolar, foi abandonada, porque não se demonstrou eficaz. Hoje, a indicação é de uma dose, apenas ao nascer.

3) Rotavirus – (VORH)

Existem duas vacinas contra Rotavirus (VORH) disponíveis no Brasil, as duas na apresentação oral (gotinha). A vacina contra 1 sorotipo deste vírus, recomendamos o esquema de 2 doses: a primeira dose aos 2 meses de idade e a segunda aos 4 meses; a vacina contra 5 sorotipos deste vírus, recomendamos o esquema de 3 doses: a primeira dose aos 2 meses de idade, a segunda dose aos 4 meses e a terceira aos 6 meses.

4) DTP ou DTPa ou dTpa

Deve ser aplicada aos 2, 4, 6 e 15 meses, entre 4 e 6 anos de idade e entre 14 e 16 anos. Entretanto, intervalos maiores entre as doses não comprometem o resultado final da vacinação. A segunda dose de reforço (entre 4 e 6 anos) precisa ser dada até, no máximo, 7 anos. A vacina dTpa, ainda não disponível na rotina do Programa Nacional de Imunizações (PNI), contém as vacinas contra difteria e tétano e a vacina contra coqueluche (pertússis acelular) que pode ser aplicada a partir dos 4 anos de idade. Deve ser aplicada entre 14 e 16 anos, em dose única, com reforço a cada dez anos ao longo da vida da vacina anti-tetânica (TT). A vacina dTpa foi incluída no calendário de gestantes em 2013, com recomendação de, pelo menos, uma dose em substituição ao esquema da gestante, pois a Organização Mundial da Saúde entrou em alerta quanto ao ressurgimento da Coqueluche em vários países do mundo, incluindo o Brasil.

5) HIB

No esquema rotineiro do PNI, que usa a vacina DTP (chamada de “células inteiras”), quanto ao componente P (pertússis), são indicadas apenas três doses de vacina Hib. Já, quando se utiliza a vacina DTPa (pertússis acelular) combinada à Hib nas primeiras doses (2, 4 e 6 meses de vida), há necessidade de uma dose de reforço aos 15 meses.

6) VOP ou VIP

O esquema ideal, tanto para a Vacina Oral (VOP) como para a Vacina Inativada (VIP) contra a poliomielite, é de três doses no primeiro ano (2, 4 e 6 meses), um primeiro reforço com 15 meses de vida e um segundo, dos 4 aos 6 anos. As doses dos Dias Nacionais de Vacinação são recomendadas para todas as crianças com menos de 5 anos de idade, e representam um acréscimo ao esquema básico.

7) Pneumococo

É administrada em três doses e mais um reforço. A primeira dose é oferecida no segundo mês de vida e a próxima, aos 4 e 6 meses. O reforço é feito aos 12 meses.

8) Influenza – Gripe

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda a vacina contra a influenza para as crianças com menos de 2 anos de idade. Quando a vacina é aplicada pela primeira vez, são recomendadas duas doses com intervalo de um mês (por exemplo, 6 e 7 meses de idade). Indica-se, também, uma dose anual de reforço. A composição de vacina é atualizada todos os anos e o ideal é aplicá-la nos meses de outono.

09) SCR – Sarampo, Caxumba e Rubéola

A primeira dose da vacina SCR (sarampo, caxumba e rubéola) é indicada aos 12 meses de vida e a segunda, entre 4 e 6 anos de idade. Desde 2013, esta vacina está disponível na apresentação associada com a vacina varicela, sendo esta a vacina SCRV – Sarampo, caxumba, rubéola e varicela ou também chamada de tetraviral, seguindo o mesmo esquema indicado acima, aos 12 meses e reforço entre 4 e 6 anos de idade.

 

10) Varicela – Catapora

A primeira dose da vacina Varicela é indicada aos 12 meses e a segunda, entre 4 e 6 anos de idade. Desde 2013, esta vacina está disponível na apresentação associada à vacina sarampo, caxumba e rubéola, sendo esta a vacina SCRV – Sarampo, caxumba, rubéola e varicela ou também chamada de tetraviral, seguindo o mesmo esquema indicado acima, aos 12 meses e reforço entre 4 e 6 anos de idade.

11) Hepatite A

A vacina contra a hepatite A é indicada em esquema de duas doses, com intervalo de seis meses entre elas. A primeira dose pode ser aplicada a partir de 1 ano de idade. Muitos pediatras preferem recomendar a vacina a partir dos 15 ou 18 meses, depois dos reforços das vacinas aplicadas no primeiro ano de vida. Mas, salienta-se, pode-se indicar a vacina contra a hepatite A (duas doses) a partir de 1 ano de idade.

12) Meningococo C

O esquema indicado para a prevenção contra o meningococo tipo C, que causa meningite bacteriana grave, é de três doses: aos 3 meses, 5 meses  e 12 meses nos primeiros anos de vida, e dose de reforço entre 4 e 6 anos de idade.

Compromisso e Qualidade

Certificação internacional

Vídeo Institucional

Veja nosso vídeo institucional

HVS no Facebook

Curta nossa página no facebook

Qualidade, confiabilidade e excelência tornam o Hospital Vila da Serra Acreditado Nível 3 ONA e Certificado Internacionalmente pelo Qmentum Internacional.

Selo Acreditado

Saiba mais sobre as certificações do
Hospital Vila da Serra.

Tratamento humanizado, aliado à dedicação e atenção aos seus pacientes fazem do Hospital Vila da Serra um centro de referência no atendimento à mulher, à criança e à toda a família.


Alameda Oscar Niemeyer, 499 - Bairro Vila da Serra
CEP 34006-056 - Nova Lima - MG - Tel.: (31) 3228-8100
2016 © Hospital Vila da Serra. Todos os direitos reservados.
Antônio Eugênio Motta Ferrari
Diretor Técnico
CRM MG12794
Agência de publicidade