Acesso Rápido

Prevenção das Cefaléias

Talvez você não esteja fazendo tudo por sua cefaléia

Se você tem dores de cabeça freqüentes, saiba que há mais para ser feito do que somente controlar as crises quando elas ocorrem. É possível reduzir a freqüência e a intensidade das crises e torná-las mais responsivas aos medicamentos, através de um tratamento preventivo. A maioria dos pacientes obtém melhora significativa dentro de poucos meses.

cefaleia

Nos últimos anos, foram lançados novos medicamentos eficazes para o tratamento das crises e com mínimos efeitos colaterais, o que constituiu um enorme benefício para os sofredores de cefaléias. Ainda assim, algumas pessoas não respondem satisfatoriamente aos medicamentos para as crises, persistindo com cefaléias intensas e prolongadas; outras apresentam crises muito freqüentes, sendo necessário o uso dessas medicações várias vezes na semana.

Se você perde muito da sua vida com crises de cefaléia freqüentes ou fortes, existem outras opções para você manejar a sua dor. Ao invés de tomar medicações somente “quando necessário”, ou seja, para controlar a dor e outros sintomas de uma crise, você pode tentar um tratamento preventivo. Existem, hoje, medicações surpreendentemente eficazes na prevenção das crises.

Interromper ou Prevenir a dor

Vários medicamentos podem ser úteis para interromper uma crise de cefaléia que já começou e/ou está progredindo — analgésicos comuns, antiinflamatórios, ergotamina, dipirona, combinações analgésicas e triptanos. Esses medicamentos, conhecidos como abortivos ou sintomáticos, quando consumidos indiscriminadamente por períodos de tempo longos podem levar a complicações, entre as quais o agravamento da própria cefaléia que se deseja tratar.

Em busca do alívio imediato da dor, os pacientes ingerem quantidades progressivamente maiores de medicações abortivas sem prescrição ou acompanhamento médico. Se utilizadas freqüentemente em quantidades excessivas, separadamente ou em combinação, esses medicamentos podem perpetuar a cefaléia, tornando-se um problema crônico diário, como tem sido constatado por diversos estudos.

As medicações preventivas devem ser utilizadas diariamente, de forma regular e por períodos prolongados, não tendo efeito nas crises. O tratamento preventivo pode não eliminar completamente a cefaléia, mas reduz a freqüência e a intensidade das crises, tornando-as mais facilmente controláveis pelos medicamentos sintomáticos. Com o tratamento preventivo, é possível reduzir a freqüência do uso de medicações sintomáticas, tornando menos provável a cronificação da dor pelo abuso de medicamentos.

Quando Utilizar Medicamentos Preventivos?

Os medicamentos preventivos são geralmente reservados para pessoas que apresentam cefaléia com freqüência alta ou com crises de forte intensidade e que não respondem satisfatoriamente à medicação sintomática, ou ambos. Os profiláticos também são importantes para pessoas que têm cefaléia em períodos previsíveis. Por exemplo, mulheres com enxaqueca menstrual ou indivíduos com cefaléia em salvas que apresentam dor em determinado período do ano podem começar a tomar a medicação preventiva antes desse período para reduzir o risco de cefaléias fortes. Somente o médico está habilitado a lhe prescrever uma medicação preventiva adequada ao seu caso. | Fonte:  Sociedade Brasileira de Cefaleia

Leia também:
  • Clínica de Cirurgia Geral do Hospital Vila da Serra apresenta nova equipe

    A clínica de Cirurgia Geral do Hospital Vila da Serra passou por uma completa reestruturação em setembro e agora apresenta nova equipe e nova coordenação. A equipe ONCAD (Oncologia Cirúrgica e Cirurgia do Aparelho Digestivo) assumiu o atendimento aos...

  • Alertas sobre a importância dos cuidados com a pele

    Hospital Vila da Serra inaugura seu serviço de dermatologia e chama a atenção para a saúde da pele A dermatologia abrange as áreas clínica, estética e cirúrgica e é uma das especialidades médicas mais procuradas atualmente. Dentre os vários aspect...

  • A importância da higienização das mãos

    Dr. Ewaldo A. Fraga Mattos, médico assistente da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do HVS (CCIH) Como sabemos, todos nós possuímos micro-organismos no nosso corpo, especialmente na pele e no tubo digestivo, que nos ajudam a manter a saúde ...

Compromisso e Qualidade

Certificação internacional

Vídeo Institucional

Veja nosso vídeo institucional

HVS no Facebook

Curta nossa página no facebook

Qualidade, confiabilidade e excelência tornam o Hospital Vila da Serra Acreditado Nível 3 ONA e Certificado Internacionalmente pelo Qmentum Internacional.

Selo Acreditado

Saiba mais sobre as certificações do
Hospital Vila da Serra.

Tratamento humanizado, aliado à dedicação e atenção aos seus pacientes fazem do Hospital Vila da Serra um centro de referência no atendimento à mulher, à criança e à toda a família.


Alameda Oscar Niemeyer, 499 - Bairro Vila da Serra
CEP 34006-056 - Nova Lima - MG - Tel.: (31) 3228-8100
2017 © Hospital Vila da Serra. Todos os direitos reservados.
Antônio Eugênio Motta Ferrari
Diretor Técnico
CRM MG12794
Desenvolvido por SPARTA INTERATIVA - Agência de Marketing 360