Vila da Serra e os Avanços de sua Cardiologia

Data da publicação: 11/07/2012 Autor: admin

Há cerca de um ano, o Hospital Vila da Serra deu início ao processo de inscrição no Registro Brasileiro para Avaliação de Resultados do Implante da Bioprótese Aórtica da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista. Este passo é um dos mais importantes para estar entre um seleto grupo de serviços aptos a realizar o implante de válvula aórtica percutânea – via cateterismo cardíaco, um dos mais modernos procedimentos que substitui a cirurgia cardíaca tradicional, em situações especiais. Para se ter idéia da importância deste feito, há apenas 16 hospitais no Brasil credenciados, e o Hospital Vila da Serra é um deles.

De acordo com o coordenador deste programa da Cardiologia do Vila da Serra, Dr. João Carlos Belo Lisboa Dias, esta técnica foi desenvolvida há cerca de 10 anos, e, através dela, já foram feitos mais 50 mil implantes em todo o mundo. “Desde que nos cadastramos junto à SBHCI, já realizamos três implantes e até o final deste semestre deveremos realizar mais dois, sob a orientação do colega Ebehard Grube, da Alemanha, um dos pioneiros deste procedimento. Para conseguirmos tal registro, temos que realizar pelo menos 20 casos”, enfatiza.

O procedimento é indicado hoje a pacientes idosos – acima de 80 anos de idade – com alto risco ou com contra indicação cirúrgica, por doenças pulmonares, neoplasias e cirurgias de grande porte prévias, entre outras. “Infelizmente, esta técnica não tem tido cobertura pelos planos de saúde, devido ao seu alto custo. Neste sentido, o Vila da Serra criou o Instituto Cura – uma OSCIP (Organização Social Civil de Interesse Público), que poderá captar recursos junto ao empresariado mineiro e nacional, através da Lei de Responsabilidade Fiscal (N° 9790/99), ou seja, o empresário interessado em ajudar poderá doar o recurso financeiro que pagaria ao fisco para a referida entidade financiar tais implantes e outros procedimentos de alto custo para o paciente idoso, que geralmente não tem cobertura pelos planos de saúde”.

Através do Instituto Cura, o Hospital Vila da Serra mais uma vez inova seu trabalho de cidadania solidária, elevando o nome da instituição hospitalar em prol dos menos assistidos. Segundo o Dr. João Carlos Belo Lisboa Dias, “ainda neste semestre faremos outros dois procedimentos com esta nova técnica, sob a orientação do Dr. Ebehard Grube, beneficiando um senhor e uma senhora com idade média de 80 anos, sem condições cirúrgicas tradicionais”. Este trabalho será feito pela equipe multidisciplinar de Cardiologia do Vila da Serra, com a participação do Dr. Grube, Dr. João Carlos, Dr. Guilherme Moreira, Dr. José Maria Peixoto, Dra. Carla Oliveira, Dr. Marcelo de Castro, Dr. Marcio Craveiro, Dr. Faleiros e de toda equipe médica e de enfermagem da Hemodinâmica e Anestesiologia, integradas. Mais informações através do telefone (31)3228-8369.

Receba Conteúdo exclusivo do Hospital Vila da Serra em seu e-mail.