04 Abril – Dia do Parkinsoniano

Data da publicação: 04/04/2017 Autor: hollo

O Parkinson é uma doença neurológica causada pela degeneração das células cerebrais responsáveis pela produção de dopamina, um neurotransmissor que controla os movimentos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (ONU), a doença atinge cerca de 4 milhões de pessoas no mundo e com o aumento da expectativa de vida, estima-se que o número duplique até 2040.

O Parkinson é considerado uma doença crônica e progressiva, e possui diferentes sintomas, mas os mais frequentes são tremores, lentidão nos movimentos, rigidez muscular e alteração na fala.

A síndrome parkinsoniana ou parkinsonismo é o nome dado a um conjunto de sinais e sintomas neurológicos como os citados acima. A causa ainda é desconhecida, mas em cerca de 70% dos casos, os sintomas são provenientes da própria doença de Parkinson que segundo alguns estudos, fatores genéticos ou ambientais podem desempenhar um papel fundamental para o desenvolvimento da doença.

Já em outros casos, 20%, pode ser consequência de outras doenças, do uso de drogas e até pelo uso alguns remédios.

O diagnóstico é basicamente clínico, e deve ser realizado por um médico neurologista, que é o profissional apto a diferenciar os sinais do Parkinson de outras doenças neurológicas. São avaliados os sinais e sintomas do paciente, além da solicitação de exames complementares como ressonância magnética, tomografias cerebrais entre outros.

Infelizmente não há nenhum tratamento capaz de impedir a progressão da doença, mas os sintomas podem ser controlados e a abordagem individualizada de cada paciente permite o alívio dos sintomas e o retardo da evolução do Parkinson.

Receba Conteúdo exclusivo do Hospital Vila da Serra em seu e-mail.