Acesso Rápido

A importância da ecocardiografia fetal

Dra. Tamara Katina – Coordenadora do Serviço de Cardiologia Fetal do HVS

A ecocardiografia fetal é um exame que permite avaliar o desenvolvimento, a função e a anatomia do coração do feto ainda durante a gravidez. O exame não oferece risco para a gestante ou para a criança, trazendo os benefícios de um diagnóstico precoce e de um tratamento eficaz das cardiopatias fetais. Dessa forma, certas doenças – como determinadas formas de arritmia – já podem ser tratadas dentro do útero da mãe.

O diagnóstico complementa a avaliação do ultrassom morfológico, uma vez que é realizado por um cardiologista pediátrico e fetal especializado, e também  possibilita o planejamento do parto para receber e tratar devidamente o recém-nascido que apresenta doenças cardíacas congênitas como a transposição das grandes artéria e a hipoplasia do VE ou do VD.  Essas doenças requerem correção cirúrgica imediatamente após o nascimento.

No caso das formas de arritmia fetais que podem ser tratadas dentro do útero, o  ecocardiograma fetal diagnostica e acompanha a resposta do feto ao tratamento, sendo ferramenta importantíssima no pré-natal das gestantes. O exame pode ser realizado através do abdômen materno a partir de 20 semanas, embora a melhor época seja por volta de 24 semanas de gestação.

Não há dúvidas de que o diagnóstico precoce das cardiopatias congênitas durante a gestação contribui para um melhor atendimento ao bebê e aumenta as chances de sucesso no tratamento. A presença de casos de cardiopatia congênita na família do pai ou da mãe e em filhos anteriores são fatores de risco bem conhecidos. Algumas infecções adquiridas pelas gestantes, como a toxoplasmose, a rubéola e a citomegalovirose, também podem comprometer a formação do coração fetal, assim como a diabetes, tanto a pré-existente quanto a adquirida durante a gestação.

Certas medicações de uso materno também estão associadas ao desenvolvimento de doença cardíaca fetal, principalmente quando utilizadas nos primeiros meses de gestação, exemplos incluem alguns anticonvulsivantes e alguns antidepressivos. Diante desses casos, o obstetra responsável encaminha a gestante para uma avaliação pelo ecocardiograma fetal.

As cardiopatias congênitas são consideradas as más formações fetais mais comuns. Dessa forma, é conveniente aprofundar a investigação com um ecocardiograma sempre que o ultrassom sugerir algum defeito na formação do coração fetal ou até mesmo de outro órgão, uma vez que podem haver associações.

Atualmente, realiza-se a avaliação da translucência nucal entre a 11ª a 13ª  semana de gravidez. Deve-se sempre suspeitar de cardiopatia congênita  quando é detectado um aumento do líquido na região da nuca do feto, principalmente na presença de um cariótipo normal. Da mesma forma, todo feto com cariótipo alterado deve ter seu coração avaliado por especialista, visto que as cardiopatias são extremamente frequentes nesse grupo.

Como na maioria das vezes as doenças ocorrem em fetos que não apresentam quaisquer fatores de risco, o coração fetal deve ser rastreado sistematicamente pelo ultrassonografista. Em caso de qualquer suspeita, ele encaminhará a gestante para uma avaliação especializada.

Outros aspectos devem ser destacados: gestantes com idade superior a 35 anos merecem uma avaliação pré-natal mais rigorosa devido às maiores chances de malformações fetais. Não é a toa que muitos obstetras têm incluído o ecocardiograma fetal entre os exames de rotina nesse grupo de pacientes.

O serviço de ecocardiografia fetal do Hospital Vila da Serra está localizado no 1º  andar da instituição. Mais informações e marcação do exame através do telefone (31)3228-8445.

Leia também:
  • Alertas sobre a importância dos cuidados com a pele

    Hospital Vila da Serra inaugura seu serviço de dermatologia e chama a atenção para a saúde da pele A dermatologia abrange as áreas clínica, estética e cirúrgica e é uma das especialidades médicas mais procuradas atualmente. Dentre os vários aspect...

  • Balão intragástrico para o tratamento da obesidade

    Um estudo da Universidade de Washington, nos Estados Unidos,  mostra que a obesidade atinge cerca de 30% da população mundial, calculada atualmente em 2,1 bilhões de pessoas. Já a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) a...

  • I Simpósio Internacional Clínica Vilara

    A Clínica Vilara realizou durante o IV Congresso Mineiro de Ginecologia e Obstetrícia seu I Simpósio Internacional, contando com a participação do Dr. José Bellver (Espanha), médico especialista em Reprodução Humana, Professor da Faculdade de Medicin...

  • Check that off the list of things I was cnofuesd about.

Compromisso e Qualidade

Certificação internacional

Vídeo Institucional

Veja nosso vídeo institucional

HVS no Facebook

Curta nossa página no facebook

Qualidade, confiabilidade e excelência tornam o Hospital Vila da Serra Acreditado Nível 3 ONA e Certificado Internacionalmente pelo Qmentum Internacional.

Selo Acreditado

Saiba mais sobre as certificações do
Hospital Vila da Serra.

Tratamento humanizado, aliado à dedicação e atenção aos seus pacientes fazem do Hospital Vila da Serra um centro de referência no atendimento à mulher, à criança e à toda a família.


Alameda Oscar Niemeyer, 499 - Bairro Vila da Serra
CEP 34006-056 - Nova Lima - MG - Tel.: (31) 3228-8100
2017 © Hospital Vila da Serra. Todos os direitos reservados.
Antônio Eugênio Motta Ferrari
Diretor Técnico
CRM MG12794
Desenvolvido por SPARTA INTERATIVA - Agência de Marketing 360