Acesso Rápido

Efeito dos hormônios na reprodução assistida

Reprodução AssistidaA infertilidade já deixou de ser um empecilho para os casais que querem filhos há alguns anos. A mudança foi possível com a evolução da medicina com métodos de fertilidade assistida, como coito programado, inseminação intra-uterina e fertilização in vitro. Conforme estudo elaborado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o Brasil realizou mais de 57 mil transferências de embriões em pacientes submetidas a técnicas de fertilização in vitro, em 2013. Contudo, é importante o acompanhamento de um especialista durante esses processos, já que o uso de alta dosagem de hormônios, iminentes às técnicas de fertilização, tem diversos efeitos colaterais.

O primeiro passo para quem deseja recorrer à técnica de fertilização assistida é procurar um especialista experiente, pois prescrever os exames fundamentais para análise e indicação do método mais adequado. De acordo com Antônio Eugênio Motta Ferrari, Diretor Clínico da Clínica Vilara, “é importante diálogo entre médicos e pacientes, antes de tomarem qualquer decisão, para esclarecimentos sobre os procedimentos, custos, riscos, complicações, chances de obter bons resultados e, em caso de falha, outros possíveis tratamentos”.

O especialista esclarece que as técnicas de coito programado e a inseminação intra-uterina são bem similares. “Nos dois procedimentos, os hormônios são utilizados para induzir a ovulação. Com o auxílio de exames de ultrassom, conseguimos detectar a maturidade dos óvulos e diagnosticar o melhor momento para o casal manter relação sexual ou, no caso da inseminação, injetar o sêmen do parceiro (previamente colhido)”, pontua.

“A fertilização in vitro também requer hormônios para induzir a ovulação. No entanto, a paciente precisa se submeter à cirurgia de captação de óvulos, na qual serão selecionados e fecundados pelos espermatozoides do parceiro para formarem embriões. Eles são colocados em uma estufa, que reproduz as condições ambientais da tuba uterina, até se formarem os blastocistos. Após, são implantados no útero da mulher”, explica Ferrari.

Ele afirma que é importante esclarecer que os tratamentos requerem o uso de hormônios, porém, na fertilização in vitro, usam-se dosagens mais altas, o que pode causar efeitos colaterais, como alterações do humor, inchaço nos ovários, dor abdominal e nos seios, insônia, enjoos, vômitos, visão embaçada, dores de cabeça, cansaço, irritabilidade, depressão, ganho de peso e, em casos mais raros, cistos no ovário, secura vaginal e síndrome de hiperestimulação ovariana. “Cada caso é único. Existem pacientes que passam por todo o processo sem nenhum efeito colateral. Contudo, é preciso citar os possíveis sintomas que podem ser percebidos após o início da fertilização”, afirma.

A Clínica Vilara está localizada no Hospital Vila da Serra, no 2º andar. Mais informações www.clinicavilara.com.br

Leia também:
  • Prevenção de problemas na coluna deve começar na infância

    A sociedade está cada dia mais automatizada. As casas possuem vários eletrodomésticos com controle remoto; no trabalho, as atividades são feitas prevalentemente com a pessoa sentada; até na hora do lazer, que deveria ser um momento para se mexer, pe...

  • Programa Nacional de Segurança do Paciente

    O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) lançaram no dia 01/04 o Programa Nacional de Segurança do Paciente, formalizado por meio da portaria MS/GM Nº 529, DE 1 DE ABRIL DE 2013. O objetivo do programa é promov...

  • 26 de abril – Dia Nacional do Combate a Hipertensão

    Nesta semana, celebramos o dia nacional do combate a esta doença tão perigosa que é a Hipertensão. Para chamar a sua atenção a esse tema, o Hospital Vila da Serra criou uma campanha semanal para ajudar você a se prevenir e manter-se saudável, relacio...

Compromisso e Qualidade

Certificação internacional

Vídeo Institucional

Veja nosso vídeo institucional

HVS no Facebook

Curta nossa página no facebook

Qualidade, confiabilidade e excelência tornam o Hospital Vila da Serra Acreditado Nível 3 ONA e Certificado Internacionalmente pelo Qmentum Internacional.

Selo Acreditado

Saiba mais sobre as certificações do
Hospital Vila da Serra.

Tratamento humanizado, aliado à dedicação e atenção aos seus pacientes fazem do Hospital Vila da Serra um centro de referência no atendimento à mulher, à criança e à toda a família.


Alameda Oscar Niemeyer, 499 - Bairro Vila da Serra
CEP 34006-056 - Nova Lima - MG - Tel.: (31) 3228-8100
2017 © Hospital Vila da Serra. Todos os direitos reservados.
Antônio Eugênio Motta Ferrari
Diretor Técnico
CRM MG12794
Desenvolvido por SPARTA INTERATIVA - Agência de Marketing 360